Seja bem-vindo ao site da Sicredi Serrana

Seja bem-vindo ao site da Sicredi Serrana

Seguindo as expectativas do mercado, Banco Central anuncia novo aumento da Taxa Selic para os próximos meses

22 de Setembro de 2021

Seguindo as expectativas do mercado, Banco Central anuncia novo aumento da Taxa Selic para os próximos meses

3 min de leitura

Pela quinta reunião seguida, o Copom (Comitê de Políticas Monetárias) aumentou a taxa de juros básica da economia (Selic) para 6,25% a.a. O aumento de 1 p.p. (ante a 5,25% a.a.) está de acordo com o que grande parte do mercado esperava, e com as sinalizações do Relatório Focus divulgado na última segunda-feira (20), que aponta para uma Selic de até 8,25 % a.a. ao final de 2021.

O novo aumento segue sendo um reflexo da pressão pela subida nos custos e preços que o indicador oficial de inflação do nosso país (o IPCA) vem demonstrando. Em Agosto, o IPCA-15 (prévia do IPCA oficial) acumulou 0,89% – foi o maior acúmulo registrado para esse mês desde 2002.

E a projeção para a inflação em 2021? Como fica?

Bom, ela vem se distanciando do teto previsto pelo Banco Central, e uma das políticas monetárias previstas para conter o avanço é elevando a taxa de juros básica da economia.
O centro da meta projetado pelo governo para o ano de 2021 é de 3,75%, sendo que a margem de tolerância é de 1,5 pontos (de 2,25% a 5,25%), o índice IPCA (base para acompanhamento da meta) acumula alta de 5,81% no ano e de 9,3% nos últimos 12 meses.

A extensão da crise hídrica no país vem sendo o principal fator da inflação nos preços e custos nos últimos meses, e sem uma perspectiva de resolução para o problema, a tendência é continuar impactando diretamente no IPCA. O Brasil possui uma dependência energética das hidrelétricas, representando cerca de 65% do total da matriz, conforme apurado pelo Balanço Energético Nacional Interativo (BEN, 2021).

Com uma taxa de juros maior, a tendência é que se diminua a disponibilidade de moeda e que o custo para empréstimos no mercado fique mais elevado. Outro impacto é desestimular a produção e o consumo, afetando diretamente a recuperação da economia.

Qual o benefício da Selic elevada?

Um dos benefícios é a maior atratividade de investimentos no mercado financeiro que estão atreladas a tal índice. Cabe destacar a elevação da remuneração da Poupança Nova (após maio/2012) e de aplicações remuneradas pelo indexador CDI/DI (principal índice utilizado por Instituições Financeiras), que com a nova taxa tendem a ficar na base de 0,50% a.m., isso se investidas a 100% do índice.

Para quem possui financiamentos com taxas pós-fixadas (variáveis), tendencialmente haverá aumento sobre as próximas parcelas – visto que na maioria dos cálculos das parcelas é utilizado como referência sobre o saldo devedor atualizado, uma taxa pré-fixada (acordada no contrato) + indexador (que normalmente é o CDI ou a Selic).
É importante salientar que investimentos em poupança não possuem retenção de Imposto de Renda na fonte, ao contrário de aplicações conhecidas no mercado financeiro, como Depósitos a Prazo (CDB, RDC, Tesouro Direto, etc) e Fundos de Investimentos.

Conte com nossas equipes para auxiliá-lo nas melhores decisões de investimentos de acordo com o seu perfil e objetivos!

Por: Régis Luis Kunzler- Assessor de Negócios da Sicredi Serrana

Busca

Destaques